Processo de tomada de decisão: como encontrar a melhor opção para o negócio?

De extrema importância para que os gestores consigam encontrar as melhores soluções para o negócio — assim é o processo de tomada de decisão, que, quando estruturado de forma correta e seguido de acordo, certamente contribuirá para o sucesso da empresa.

A primeira observação, nesse caso, é que não se pode mais basear as decisões apenas nas intuições, experiências e/ou conhecimentos do mercado. Nos dias de hoje, é necessário aliá-las a dados e fatos concretos, pois, do contrário, dificilmente você alcançará uma posição de maior destaque no seu setor.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para mostrar quais são as etapas do processo de tomada de decisão. A leitura é interessante e merece toda a sua atenção. Aproveite!

Identificação do problema ou da oportunidade

Tudo deve começar com a identificação do problema ou da oportunidade. Entenda que tomar uma decisão sem ter identificado propriamente o que a faz necessária é um grande erro, pois aumenta significativamente as chances de imprecisões e discrepâncias no seu processo.

Em outras palavras, é impossível ter decisões eficientes (a não ser por sorte) se elas não estiverem em conformidade com os problemas ou as oportunidades identificadas. Portanto, defina-os de modo racional e detalhado.

Coleta de dados

A próxima etapa corresponde à coleta dos dados necessários para dar fundamento às suas decisões. Nesse sentido, faça um diagnóstico das situações envolvidas para descobrir o contexto em que a matéria em questão (aquela que origina a necessidade da decisão) está inserida.

Para isso, você pode:

  • fazer entrevistas com os indivíduos que estejam diretamente ligados ao problema ou à oportunidade, sejam eles clientes/consumidores ou funcionários;
  • aplicar questionários e pesquisas a quem possa fornecer os dados de que se precisa para embasar o seu processo de tomada de decisão;
  • realizar observações de campo.

Análise das informações

Uma vez que você já tenha coletado os dados necessários, é hora de analisar as informações. É nessa etapa que o processo de tomada de decisão ganha corpo, pois é a partir de então que os gestores começam a formular as suas ideias e pensamentos.

As análises devem ser feitas com cuidado e atenção, procurando avaliar os problemas ou as oportunidades de todos os ângulos. A recomendação geral é para pensar nos resultados de curto, médio e longo prazo que as decisões podem gerar.

Descrição das possíveis estratégias a serem tomadas

Na sequência das suas análises, descreva as possíveis estratégias a serem tomadas. Antes de qualquer decisão, não se esqueça de listar quais são as alternativas disponíveis. Sem isso, você dificilmente conseguirá ver todos os caminhos de ação.

Uma dica é reunir as suas equipes para um brainstorm (tempestade de ideias). Aqui, sugestões devem ser sempre bem-vindas.

Escolha da melhor alternativa

A última parte do processo de tomada de decisão não poderia ser outra que não a escolha da melhor alternativa. Embora possa não ser possível ter a total certeza do que se está fazendo, busque se aproximar dela ao máximo.

É por isso que a coleta de dados e a análise de informações são tão importantes, já que servem exatamente para isso, ou seja, para dar mais convicção e segurança às suas decisões. É desta maneira que MITI Inteligência trabalha, oferecendo serviços que agreguem no direcionamento estratégico de seus clientes, passando por todos esse passos de coleta e análise de informações, para então, criar estratégias de mercado mais assertivas.

Para concluir, lembre-se de incluir nas suas observações os elementos relacionados com a imagem e o nome da sua empresa no mercado, além do número de vendas e dos outros fatores que podem ser associados a uma determinada decisão a ser tomada.

Se gostou de saber mais sobre o processo de tomada de decisão, descubra agora qual é a importância da inteligência de mercado para o sucesso da empresa!

Compartilhar: