Conheça a história do rádio no Brasil

A história do rádio no Brasil começou em 1922, quando o então presidente Epitácio Pessoa fez a primeira transmissão oficial em comemoração aos 100 anos da Independência do País. No ano seguinte, Henrique Morize e Edgard Roquette-Pinto, junto com outros membros da Academia Brasileira de Ciências, deram início ao que seria a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

Desde então, muita coisa mudou nessa forma de comunicação. Com um alcance muito maior do que tinha há 96 anos, tornou-se, inclusive, uma importante ferramenta de marketing.

Neste post, mostraremos alguns fatos que contam a trajetória das transmissões de rádio no Brasil até chegarmos às atuais web rádios, bem como a importância de monitorar as informações divulgadas por elas.

História do rádio no Brasil: quais foram as primeiras transmissões

O rádio foi o primeiro meio de comunicação em massa. Isso só foi possível graças à descoberta da existência das ondas de rádio pelo físico escocês James Maxwell, em 1860. Porém, para que essas ondas realmente se transformassem em radiodifusão, outros nomes tiveram participação.

No aprimoramento para chegar às primeiras transmissões, há registros que apontam até um brasileiro, o padre gaúcho Roberto Landell de Moura. Supostamente, foi responsabilidade dele a primeira transmissão de ondas de rádio em 1893 e de voz humana em 1899. Por conta disso, em 1901 ele patenteou como seu o sistema fotônico-eletrônico brasileiro.

O fato é que, com sua criação, o rádio se tornou a principal forma que os brasileiros tinham para ter acesso a informações, notícias e propagandas, tanto nacionais quanto internacionais, especialmente em uma época em que não havia os recursos tecnológicos que temos hoje.

O que foi noticiado

Rapidamente, o rádio ganhou espaço nos lares brasileiros, de onde eles receberam informações importantes, como:

  • transmissão dos jogos da Copa do Mundo que aconteciam na França, em 1938. Nesse mesmo ano, o jornalismo via rádio ganhou espaço, noticiando fatos sobre a guerra na Europa;
  • notícias que iam além de, apenas, leitura de jornais impressos, como as divulgadas pelo programa “Repórter Esso” em 1941.

O surgimento das rádios FM oferecia qualidade de som melhor, mas, como transmitiam apenas músicas instrumentais, não atraiam a atenção dos jovens. Assim, em 1976, as emissoras passaram a direcionar sua programação para esse público, a fim de aumentar a audiência.

Web rádio: a evolução das ondas eletromagnéticas

Hoje, o rádio continua sendo uma importante ferramenta de comunicação, porém, com a tecnologia a seu favor.

As web rádios são difundidas ao público através de uma tecnologia de transmissão de dados via internet chamada streaming. Entre as vantagens de utilizar esse meio de propagação, está o fato de que, por ser online, uma web rádio pode ser ouvida de qualquer lugar do País ou do mundo, diferente do rádio por ondas magnéticas, que atinge apenas uma determinada região.

Também por esse motivo, o marketing via rádio é cada vez mais utilizado, já que ele tem grande poder de alcance. Porém, como todo conteúdo que é divulgado, é essencial que se tenha certo controle sobre ele.

Mesmo não sendo um material impresso ou publicado virtualmente, para um marketing feito através do rádio é preciso atentar não apenas ao que será divulgado, mas como será, ou seja, a linguagem utilizada, dentro de qual programa e em qual horário será feita a transmissão, entre outros detalhes.

Tudo isso é importante para que a estratégia dê certo e traga os resultados esperados. A melhor maneira de executar essa ação é com o auxílio de empresas especializadas em monitoramento de notícias, as quais possuem as ferramentas ideais para controle, análise e execução de demandas como essa.

Se pensarmos bem, a história do rádio no Brasil ainda está sendo escrita. Com a tecnologia evoluindo a cada dia e as possibilidades de uso cada vez mais abrangentes, as formas de divulgação de notícias e de marketing através desse instrumento só tendem a crescer.

Por isso, compartilhe este post em suas redes sociais e mostre o quanto esse meio de comunicação ainda é importante no nosso dia a dia.

Compartilhar: