6 Dicas Para Fazer Um Clipping Digital Eficiente

Vivemos na era digital, onde o acesso cada vez mais fácil e difundido à internet acarretou em uma explosão de produção de conteúdo e disseminação de informações. A todo instante, o usuário é bombardeado com novos dados, notícias e mensagens vindas de diferentes veículos. A velocidade do consumo da informação e a quantidade em que é reproduzida se tornaram um dos grandes desafios para empresas de todos os ramos, que precisam se manter relevantes para o público-alvo.

 

Por isso, monitorar e acompanhar tudo o que é dito e publicado sobre a marca e seus negócios têm grande importância  não apenas para traçar novas estratégias, mas também para avaliar a repercussão das ações tomadas pela empresa, entender o mercado em que você está inserido e analisar a concorrência. Para isso, é essencial que seja feito o bom e velho trabalho de clipping.

O que é clipping?

 

Clipping – ou clipagem – é o monitoramento do conteúdo publicado na imprensa sobre determinada marca, pessoa ou empresa com o objetivo de coletar informações relevantes que auxiliem na tomada de decisões e na avaliação da percepção do público, facilitando a elaboração de novas estratégias. Antigamente, o clipping era feito por meio do recorte de notícias publicadas em mídias impressas e da gravação das inserções em rádio e TV. Hoje, com o surgimento da internet e das redes sociais, essa prática migrou também para o mundo on-line.

 

Portanto, a clipagem é muito mais que o ato de guardar recortes de jornal ou salvar links, mas sim um processo fundamental no planejamento estratégico de uma empresa. É a oportunidade de avaliar decisões e enxergar tendências e novas oportunidades de mercado, otimizando os esforços da empresa.

Como realizar um clipping eficiente?

1. Defina um Objetivo

 

Para começar, é essencial que se defina o objetivo que se pretende alcançar com o clipping,podendo variar de acordo com a necessidade da empresa naquele momento. Quais aspectos devem ser foco das buscas e quais serão abordados no relatório final? Pode-se querer apenas monitorar a repercussão de uma ação tomada pela equipe de marketing ou mapear tendências para o mercado, por exemplo.

 

Um clipping com objetivos e contextos bem definidos apresentará maior eficácia e assertividade, colaborando para o planejamento estratégico  da empresa.

2. Faça Bom Uso dos Sites de Busca

 

O uso de buscadores como Google e Bing é a forma mais rápida de encontrar informações. Para otimizar essa busca, familiarizar-se com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization ou otimização dos Mecanismos de Busca) é um diferencial importante. Faça a pesquisa utilizando palavras-chave específicas relacionadas ao seu objetivo. Não procure apenas termos que façam menção direta ao seu negócio, mas também assuntos de interesse do mercado e da concorrência.

 

Quanto mais específica for essa busca, maiores serão as chances de encontrar conteúdo de relevância. Não sabe por onde começar? Realize uma breve pesquisa junto ao seu público-alvo e avalie quais são os termos mais utilizados por seus clientes para se referirem ao seu ramo de negócio.

 

Para ainda mais eficiência, utilize aspas quando for procurar por expressões compostas. Se deseja encontrar os resultados de uma página específica, coloque o endereço do site desejado também no campo de busca. Exemplo: “Aeroporto de Congonhas” estadao.com.br.

3. Utilize Ferramentas Digitais

 

Apesar da infinidade de veículos  e conteúdos que a web proporciona, deixar que algo simplesmente passe batido pelo clipping não é uma opção. Esse monitoramento deve ser diário. Hoje em dia, existem diversas ferramentas que podem auxiliar no serviço de clipagem e trazer ganhos de assertividade e produtividade.

 

Esses softwares automatizam o processo, varrendo a internet por meio de termos específicos ou temas. Além disso, muitas dessas ferramentas geram estatísticas e relatórios que vão auxiliar no planejamento estratégico da empresa.

 

Por último, junto ao seu trabalho nos mecanismos de busca, crie alertas no Google Alerts. Essa ferramenta realiza a pesquisa das palavras-chave automaticamente, e é possível configurá-la para receber um notificação a cada nova inserção encontrada, poupando tempo na tarefa de monitorar a rede.

4. Monitore Tudo

 

Hoje, quase todos os grandes veículos de comunicação estão presentes no mundo digital e, muitas vezes, replicam o conteúdo publicado nas mídias tradicionais. Isso facilita o trabalho de clipping. Porém, na internet, é preciso ir além. É na web que se concentra a maior parte dos veículos independentes e mais críticos, como blogs e páginas de discussão, que também podem repercutir e produzir conteúdos  relacionados à sua empresa.

 

Não se esqueça de monitorar também as redes sociais. Elas são cruciais para avaliar a repercussão da sua imagem perante os internautas, através do que vem sendo dito. Porém, fique atento: elas também são grandes responsáveis pela disseminação de conteúdos falsos ou de pouca credibilidade, que podem facilmente desencadear uma crise. Antecipe-se!

5. Selecione as Informações

 

Depois de coletado todo o material, foque em um trabalho mais qualitativo. A internet aumentou – e muito – a quantidade de canais que produzem e reproduzem os mais diversos conteúdos. Muito desse material vai ser coletado nas etapas de busca, mas nem todos são relevantes para a sua empresa.

 

Faça uma seleção criteriosa e organizada. Todo tipo de informação tem validade. Não selecione apenas conteúdos que façam menção direta à empresa de modo positivo. Informações de qualidade ajudam a entender o público e o mercado e auxiliam na definição de estratégias e na correção de rumos.

6. Faça Relatórios

 

A clipagem não acaba na pesquisa e seleção do material. Manter uma metodologia que facilite e aumente a eficiência deste e de futuros trabalho é essencial. Por isso, registre, separe e resuma as notícias. Gere relatórios e estatísticas que contemplem todas as ações tomadas (lembre-se das ferramentas digitais). Os relatórios são importantes para o planejamento estratégico e tomadas de decisão da empresa e para a comparação dos resultados obtidos em outras etapas. Informações podem gerar lucro!

 

Por fim, compartilhe as boas notícias com os seus clientes. Muitas empresas colocam em seu site um espaço destinado ao clipping, com textos, sites e outros conteúdos sobre o que tem sido dito sobre elas ultimamente. Isso pode gerar repercussão positiva e engajamento.

 

Conclusão

 

O avanço da tecnologia e as inúmeras possibilidades de produção e divulgação de conteúdo na internet representam um grande desafio para a realização de uma clipagem de qualidade e relevância. Porém, o surgimento de novas ferramentas e tecnologias possibilitam automatizar boa parte dos processos, otimizando a produtividade e proporcionando ao profissional a realização de um trabalho mais analítico e estratégico.

 

Um clipping eficiente é uma importante ferramenta para se definir novas estratégias, corrigir rumos, analisar a concorrência e avaliar a imagem e a repercussão de ações perante o público. Contar com uma empresa especializada que realize um serviço profissional e de qualidade pode trazer muitos benefícios ao seu negócio, identificando tendências e oportunidades no mercado.

 

E você? Como é feito o trabalho de clipping na sua empresa? A MITI Inteligência oferece uma plataforma exclusiva de clipping, no qual é possível monitorar notícias de diferentes veículos de comunicação – online, impresso, rádio, TV e mídias sociais. Ficou interessado? Clique aqui e veja mais informações sobre esse e outros serviços oferecidos pela MITI.

Compartilhar: